mascote
PUB


Gonorreia: causas e tratamento

A gonorreia pode configurar um bom exemplo de como um organismo infectado por um agente bacteriano se manifesta. Veja as causas e o tratamento desta IST causada por uma bactéria...

Dentro das ciências biológicas - e consequentemente das ciências médicas e da área da saúde - é de suma importância identificar e definir o determinado agente que está causando uma enfermidade, já que tudo que envolve o tratamento e a cura para o paciente dependem do diagnóstico correto.

Claro, isso é lógico: se um médico receitar antibiótico para um paciente que esteja com uma infecção virótica, além de não surgir efeito contra a doença que se deseja atingir com o fármaco, também irá alterar a flora bacteriana deste indivíduo, o que pode prejudicar mais ainda o processo de melhora do paciente (tanto igual é receitar algum antivirótico para o indivíduo que esteja sofrendo de infecções causadas por bactérias ou protozoários).

Por isso é que o profissional de saúde envolvido no diagnóstico de doenças tem de ser primoroso em suas funções técnicas e científicas envolvidas no processo de investigação das causas das enfermidades: seja pelos critérios dos sintomas (por exemplo, a presença de pus é associada a infecções causadas por bactérias); ou ainda por métodos e instrumentos laboratoriais que fazem uso de ferramentas mais sensíveis e específicas na procura da presença de agentes infecciosos parasitando o organismo (sejam aqueles métodos que procuram por partículas dos agentes, ou outros que procuram por anticorpos produzidos pelo organismo no combate ao antígeno).

Esse esquema baseado em evidências também é utilizado para o diagnóstico e o tratamento das infecções sexualmente transmissíveis (as IST’s, antes chamadas de doenças sexualmente transmissíveis, as DST’s): diferentes espécies e tipos de agentes estão envolvidos nas transmissões pelo ato sexual, sendo de suma importância que os diagnósticos sejam sensíveis e acurados, para assim o tratamento funcionar eficazmente.

Isso fica mais clarividente já que se sabe que existe uma enorme gama de diferente agentes infecciosos envolvidos no ”catálogo” das IST`s: vírus, bactérias, protozoários e até invertebrados (vermes e artrópodes) podem estar envolvidos no processo de doenças transmitidas pelo sexo, fazendo assim que todos os profissionais que atuam na área – desde os médicos até os técnicos de laboratórios - devam ter conhecimento das etapas e dos processos investigativos envolvidos no diagnóstico nesse grupo de enfermidades.

A gonorreia pode configurar um bom exemplo de como um organismo infectado por um agente bacteriano se manifesta: entretanto, após possuir uma fase sem sintomas (a chamada oligosintomática, muito comum nas IST’s sendo considerada até uma estratégia para o agente se transmitir, já que a pessoa não acha que está doente), quando manifestado o local da infecção (órgão genital masculino, feminino, boca, e até na pele) apresenta dor e inflamação, ardência a urinar ou engolir, inchaço, e presença de secreção esbranquiçada (o já dito pus).

Descrita há muito tempo pelo homem (tendo citações dela até em antigas escrituras sagradas, como o Velho Testamento), a gonorreia foi por muito tempo um grande problema pois, assim como a sífilis, só viriam a existir remédios em larga escala no período do pós Segunda Guerra, quando a produção de antibióticos alcançou escala global, chegando a todas as prateleiras das farmácias do mundo (ou pelo menos nos grandes centros urbanos).

Assim como outras IST’s, tem também a questão da transmissão para o feto no caso de gestantes infectadas: a gonorreia é uma das doenças testadas ao longo do pré-natal, pois pode trazer consequências graves para o recém-nascido, como infecções oculares, infecções sanguíneas, meningites e até malformações fetais.

Como citado, antibióticos são as receitas indicadas para aqueles que estejam sofrendo de alguma infecção causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, seja homem ou mulher, seja na região uro-genital ou em outra parte do corpo: se você se expos a alguma situação de risco e esteja desconfortável com algum sintoma que possa parecer com gonorreia, procure agora mesmo um médico, um clínico geral ou um infectologista, e siga corretamente todos os procedimentos que ele te dizer, principalmente o esquema de remédios.

Jello Aska

Gosta tanto de sexo na mesma proporção que tem paranóias com DST's.