mascote
PUB


  • Início
  • Blog
  • Sexo
  • Virgindade: tudo o que sempre quis saber mas tem vergonha de perguntar
Virgindade

Virgindade: é um assunto que falamos pouco por aqui. Porém, necessário. Eu me lembro quando eu mesma era virgem o tanto que pesquisava na Internet em busca de dicas e informações. Afinal, o primeiro sexo costuma ser sempre marcante, não é mesmo?

Mas em que consiste, necessariamente, perder a virgindade? Quais cuidados tenho que tomar? E as DSTs? E o risco de gravidez? É só fazer como naquele pornô que vi na Internet? Eu não sou mais virgem, mas a outra pessoa é, o que fazer? As dúvidas são muitas, não é?

Mas se tranquilize porque, por mais que perder a virgindade ou tirar a virgindade de alguém seja um grande evento, não é um bicho de sete cabeças. Por isso, trouxe esse tira-dúvidas aqui. Com algumas dúvidas que você tem e nunca perguntou a ninguém. E outras que você nunca imaginou, mas é importante se informar sobre. Vem conferir!

Em que consiste perder a virgindade?

Ah, essa é uma pergunta e tanto. Afinal, eu mesma não sei se perdi a virgindade no primeiro oral ou na primeira penetração. Porque o oral veio primeiro e oral já é sexo, né? Mas posso te dizer de forma bem tranquila que: a virgindade não existe.

Oi? Sim, eu sei que é isso o que você está pensando. Mas a virgindade não passa de uma construção social. Não existe jeito médico ou científico de dizer que uma pessoa perdeu a virgindade dela (quando a gente começa a transar escondido, morre de medo disso, né? risos).

Há quem acredite que a perda da virgindade é o primeiro momento em que o pênis penetra na vagina, ou no qual a vagina é penetrada por um pênis. Mas, muitas vezes, (como foi o meu caso), as pessoas já fizeram oral, se masturbaram, ficaram nuas na frente da outra, o que é tão íntimo quanto a penetração.

Então não tem como definir um momento certo onde a perda da virgindade acontece. É todo um processo. Apesar disso, a sociedade, em grande parte das vezes, ainda define a perda da virgindade como a penetração.

Quando uma pessoa está apta a perder a virgindade?

Outro conceito difícil porque as pessoas querem fórmulas, números exatos, receitas de bolo. E não é assim. O momento certo para a pessoa perder a virgindade vai depender muito da particularidade dela. Do momento em que ela se sentir preparada para isso.

Então, não fique se sentindo mal se você ainda é virgem aos 15, 16, 18 ou 25 anos e seus amigos não são mais. Cada pessoa é de um jeito e cada pessoa vai se sentir mais preparada em um momento da vida.

Lembre-se de respeitar a sua vontade e só fazê-lo quando quiser e estiver 100% confortável para tal e não por pressões sociais e afins. Afinal, a virgindade é sua, o corpo é seu e quem tem que sentir bem com isso é você.

Devo contar ao meu parceiro (ou parceira) que sou virgem?

Sinceramente, isso é muito pessoal. Mas, particularmente, eu acho que sim. Se você confia na pessoa o suficiente para querer perder a sua virgindade com ela, nada melhor do que ter um diálogo com ela sobre isso.

Isso será capaz de deixar os dois mais tranquilos com relação ao ato. Se você for mulher, o seu parceiro vai saber que é bom ir ais devagar para evitar que você sinta dor. E, se você for homem, a sua parceira pode te “guiar” doa jeitos mais confortáveis para os dois.

Preciso usar preservativo?

Sim, sim e sim! Pode ser a primeira ou milésima relação sexual da sua vida, o preservativo é extremamente importante! Não importa o quando você confia na pessoa, se uma DIU, anticoncepcional... Usem preservativo.

Ele vai prevenir vocês de uma gravidez não desejada (afinal, anticoncepcional e DIU não têm 100% de eficácia) e de diversas DSTs. Não se arrisquem de jeito nenhum. A primeira vez é passível de trazer uma gravidez não planejada sim. E DSTs também.

O preservativo só pode ser dispensado no caso de casais que já se conheçam muito bem (histórico sexual, de DSTs e afins) e estão “ok” com a possibilidade de engravidarem, ok?

O que eu vou sentir depois de perder a minha virgindade?

Essa é outra questão muito pessoal, porque estamos falando de sentimentos. É a única coisa que muda depois que você começa a fazer sexo. Se tiver um orgasmo, terá mais endorfinas pelo seu corpo, pode se sentir feliz, ou nervoso (a) com relação ao seu desempenho, pode se sentir mais adulto (a)... Varia de acordo com a pessoa.

Mas uma coisa é certa: mudanças físicas não vão acontecer. Não entre nessa vibe de acreditar que o quadril da mulher vai ficar mais largo, os seios vão ficar caídos ou que o pênis do homem vai aumentar. Tudo balela!

Désirée

Estou aqui para desmistificar os tabus que envolvem desejo, sexo, sexualidade e sedução. Vou te responder tudo o que você pensou em perguntar, mas nunca teve coragem!