mascote
PUB


Bissexualidade

Nos dias atuais, o público LGBT já é grande parte da população mundial, ainda que algumas orientações da sigla possuam mais visibilidade do que outras, o que acaba sendo algo muito negativo e não muito respeitoso.

Os gays, por exemplo, possuem uma visibilidade avantajada, o movimento é representado por arco-íris e mil bandeiras. Enquanto as lésbicas, por suas vezes, acabam sendo sexualizadas e usadas como instrumento de fetiche masculino.

Isso é algo muito negativo, nós simplesmente não podemos deixar com que isso continue acontecendo. Mas para piorar, além das lésbicas e dos gays, os bissexuais e transexuais ficam ainda mais escondidos dentro da própria classe.

O que é a bissexualidade?

Os bissexuais são pessoas que sentem atração sexual tanto por homens quanto por mulheres. O interesse dos bissexuais nem sempre é igual, a verdade é que depende de cada um.

Alguns bissexuais sentem interesses na mesma faixa por homens e por mulheres, enquanto outros sentem-se mais atraídos à mulheres ou a homens.

Tudo isso depende e a verdade é que nada disso faz de alguém mais bissexual ou menos bissexual, apenas com gostos um tanto quanto diferentes, não há problema algum nisso, toda a diversidade é bem-vinda.

A bissexualidade é indecisão?

Muitas pessoas acreditam que a bissexualidade é um ponto neutro entre a heterossexualidade e a homossexualidade. A verdade é que isso não é assim, a bissexualidade é uma orientação sexual singular, que se difere de todas as outras.

Um bissexual não é meio hétero e nem meio gay, ele é simplesmente bissexual. Não é porque uma pessoa sente atração em ambos os sexos que ela está dividida ou indecisa, muito pelo contrário, ela pode ter tanta ou mais certeza quanto você.

Tabu em relação à bissexualidade

A bissexualidade é a orientação mais cercada de tabus presente na sigla. Isso porque, para algumas pessoas, um ser humano se sentir atraído pelos dois gêneros é algo simplesmente impossível, fantasioso, fora da realidade.

Há quem diga até que aceita as lésbicas e os gays, mas que não se sente capaz de aceitar os bissexuais, justamente por encarar isso um tipo além de libertinagem.

Há tempos atrás, os homens bissexuais eram considerados sujos, podendo até mesmo ser rejeitados pelas mulheres que conhecessem as suas práticas. Hoje em sua, felizmente, isso é muito menos visto.

Bissexuais dentro da comunidade LGBT

Pouca gente sabe disso, mas os bissexuais, em muitos casos, sofrem preconceito e discriminação até mesmo dentro da própria comunidade LGBT, o que é algo muito triste.

Alguns homossexuais alegam que os bissexuais “sujam” o meio LGBT com essa “meio-Heterossexualidade”, o que é uma definição extremamente errônea, além de ser algo muito preconceituoso.

Chega a ser absurdo saber que, dentro da própria comunidade, pessoas bissexuais sofrem vários tipos de repressão. Isso é algo que simplesmente não pode permanecer acontecendo.

Sai do armário, bi!

Devido ao preconceito mais visível com o público bissexual, é necessário empoderar quem faz parte dessa classe, afinal, ninguém pode viver com medo em um mundo saudável, toda forma de amor é justa e merece ser encorajada.

Devemos manter em nossa mente que, para sermos felizes, precisamos nos aceitar e carregar com louvor os nossos fardos. Precisamos nos orgulhar das nossas batalhas e das nossas vitórias, elas formam quem somos.

Com quem você se relaciona em nada implica a sua vida, você não precisa manter em segredo nada do que te faz feliz por medo de como você será tratado dentro do seu próprio meio.

Enquanto as pessoas se escondem por conta do medo, mais e mais o preconceito se alastra e vem ganhando espaço, tomando todo e qualquer direito que deveria ser da minoria.

Então, se você, leitor, se enquadra como bissexual mas tem sofrido algum tipo de repressão dentro ou fora da comunidade, se empodere e não deixe de lado a sua bandeira.

Os bissexuais existem, os bissexuais lutam e permanecem. O respeito não é um presente para nenhum ser humano, mas sim um direito básico que deve ser dado ao nascer.

Os tabus que envolvem a bissexualidade são antigos e merecem ser quebrados. Assim como as dezenas de milhares de polêmicas que envolviam o universo gay nos anos setenta e que, hoje em dia, não passam de fábula e más lembranças.

Com a luta e com a batalha cada vestígio de direito vem sendo conquistado, isso sempre foi assim com toda a minoria e nunca irá deixar de ser. Os bissexuais são parte da comunidade LGBT e, acima de tudo, são parte do mundo. Nada e ninguém mudará isso.

E aí, quais são as suas opiniões sobre o público LGBT? Em qual letra da sigla você se enquadra? Vai ser um prazer saber de você, conta pra gente!

Nicolas Dante

Estudante apaixonado por assuntos relacionados a sexo, afinal, isso faz muito bem para a saúde física e mental.
Adoro temas como fetiches e coisas do tipo, esse universo me encanta e me motiva a atualizar o blog!