PUB
mascote
Banner Mensagem Entrada 3
PUB


a vida das garotas de programa

Todo mundo já ouviu alguém chamar as garotas de programa de “mulheres de vida fácil”. É claro que, em comparação a outros tipos de trabalho, este rende muito mais dinheiro em um período muito mais curto de tempo, mas será que isso caracteriza mesmo algo fácil?

Muitos são os homens que recorrem às garotas de programa em busca de prazer. Seja por desejos não revelados no casamento ou até mesmo por curiosidade. Partindo daí, podemos ter uma ideia da demanda existente nesse tipo de trabalho.

Muitas mulheres pensam em recorrer ou até mesmo recorrem a essa vida em busca de sucesso e facilidades, sem ter noção do que realmente se passa na vida de quem atua neste ramo. Quer saber mais sobre a vida na prostituição? Continue lendo este artigo.

Quanto ganha uma garota de programa?

Essa é a dúvida mais recorrente quando se trata deste assunto. Assim como em todo e qualquer trabalho, os valores variam e dependem dessa demanda, além de inúmeros outros fatores que devem ser avaliados.

Muitas mulheres de programa trabalham para agências, onde conseguem clientes mais facilmente, mas precisam deixar uma certa quantia para os agenciadores de cada programa marcado.

Ainda que trabalhar por conta própria soe bem mais prático, a ideia de uma agência de qualidade não é de se jogar fora: muito mais segurança, além de mais clientes diariamente.

Considerando as mulheres que já possuem um bom fluxo de clientes, podemos colocar um valor que varia entre R$:3.000 e R$:10.000 mensais.

É um valor bem alto comparado aos atuais salários de comércio, mas devemos tirar disso os valores que devem ser gastos com beleza para manter a profissão, além das taxas da agência, caso hajam.

Como são os primeiros programas?

A maior dúvida entre as mulheres que desejam partir para a prostituição é justamente sobre os primeiros programas. Será que isso causa algum desconforto ou estranhamento? Será que isso acaba por acontecer naturalmente?

Bom, tudo depende. Há quem diga que algumas mulheres possuem essa “vocação” para o sexo, enquanto outras adquirem essa maestria com o tempo, é normal.

Algumas entrevistadas definiram as primeiras vezes em “nervosismo” e “empolgação”. Pode-se dizer que cada programa é uma novidade, então a profissão em si já é, basicamente, um misto dessas duas sensações.

Onde acontecem os programas?

Muitas Mulheres, antes de decidirem sobre se irão ou não iniciar no caminho dos programas, ficam na dúvida sobre onde irão prestar os programas.

Se você for agenciada, é bastante provável que a própria agência tenha um motel em parceria para que você possa atender, mas se for um serviço particular, isso te abre um leque de opções.

Você pode, por conta própria, buscar este acordo com algum motel que seja próximo ao seu ponto, ou até mesmo deixar isso na decisão do cliente, de modo que ele pague as horas onde desejar.

Todas as opções são boas, basta que você descubra qual é a mais viável para você e para os seus clientes.

Quanto cobrar pelos programas?

Por mais que já tenhamos uma média de ganhos mensais de uma garota de programa, ainda restam dúvidas sobre quanto cobrar e, além disso, como cobrar.

A grande maioria das mulheres cobram por horas, mas ainda existem outras formas que ficam a critério da mulher que for prestar o serviço.

A média de uma prostituta iniciante, por hora, é de R$:250,00 até R$:400,00 podendo variar para mais ou para menos.

O valor só tende a subir com o tempo, isso porque muitos dos clientes voltam a buscar pelo serviço, além de que você acaba ganhando uma certa fama dentro da profissão, recebendo indicações.

Quanto mais lotada for a sua agenda, mais você pode cobrar. Ofereça logo de cara um preço mais alto e, se notar que o seu cliente está desistindo, vá diminuindo aos poucos o preço.

Quem são os melhores clientes?

Muitas mulheres, com o grande fluxo de clientes não sabem a quem devem priorizar. Tudo depende do que cada uma acha melhor, mas existem sim algumas dicas que podem te auxiliar na hora de encontrar os melhores clientes.

De acordo com a grande maioria das entrevistadas, os melhores clientes são os cinquentões. Esses homens tendem a ser mais calmos e respeitosos, além de terminarem mais rápido o serviço.

Há quem diga que os mais novos são um bom alvo quando se trata de casas de show somente, mas isso vai muito do gosto de cada uma. Vale a pena ir testando isso com o passar de cada dia.

O trabalho das garotas de programa está longe de se caracterizar como “vida fácil”. Altos gastos mensais fixos são ligados à beleza, que deve estar sempre impecável para atrair mais e mais a clientela.

Assim como todas as profissões, essa é legítima e deve ser tratada com respeito. As garotas de programa existem e realizam as suas profissões por toda parte.

Nicolas Dante

Estudante apaixonado por assuntos relacionados a sexo, afinal, isso faz muito bem para a saúde física e mental.
Adoro temas como fetiches e coisas do tipo, esse universo me encanta e me motiva a atualizar o blog!

Cadastrar Grátis