mascote
Banner Favoritos
PUB


Pornografia

Muitas mulheres sentem-se enciumadas sobre a pornografia, como se isso fosse um grande vilão contra os seus relacionamentos. Fato é que nem sempre isso é assim, mas também, nem sempre deixa de ser.

Tudo depende das pessoas que estão dentro do relacionamento e da maneira como ela lidam com tudo isso, é claro. Mas ainda assim vale a pena estudar os campos desse assunto, uma vez que isso pode te ajudar a apimentar a relação e retomar a intimidade com o seu parceiro.

Se você deseja entender melhor sobre os malefícios e benefícios da pornografia dentro de um relacionamento, é só continuar lendo.

Quais são os tipos de pornografia que vocês assistem?

Para Dar início a essa discussão, é necessário levar em consideração o tipo de pornografia que vocês consomem, juntos ou separados. Isso é um ponto chave para o começo da nossa conversa.

Se vocês assistem pornografia juntos, você já deve saber qual o tipo que o seu parceiro(a) mais gosta de consumir, partindo disso você já deve ter em mente quais são as coisas que atraem mais ou menos a pessoa com quem você se relaciona.

Um ponto positivo é que, partindo do tipo de pornografia que o outro gosta de assistir, podemos ter ideias de sobre como agradar essa pessoa. Se a pessoa gosta de vídeos de sexo oral, ela provavelmente se sentirá atraída por oral.

Assim, é muito mais fácil ter ideias de como inovar na cama, trazendo disfarçadamente, aos poucos, um pouco do pornô para a realidade.

Um ponto negativo é que, assistindo a pornografia, acabamos por querer coisas novas que nem sempre podemos ter. É possível que o(a) seu parceiro(a) tenha desejo por posições ou práticas que você não consegue realizar.

Quanto pornô vocês assistem?

Muitas pessoas têm o hábito de ver pornografia diariamente, como se fosse um hábito sagrado que não pode ser quebrado. Isso é um problema, porque muitas vezes deixamos de fazer outras atividades para poder consumir pornografia.

Por outro lado, se vemos pornô acabamos nos masturbando, isso promove um autoconhecimento muito maior sobre o nosso corpo, no final das contas.

Vale a pena manter um diálogo aberto com o(a) nosso(a) parceiro(a) sobre isso, deixando essa pessoa sempre ciente sobre quando isso passa a se tornar algo muito rotineiro, prejudicial.

O vício e a necessidade da pornografia

O tópico anterior desemboca nesse, o vício na pornografia é algo completamente prejudicial aos relacionamentos amorosos. Muitas pessoas acabam por se tornar completamente dependentes disso para de fato alcançar o orgasmo.

Não importa como, é necessário manter o controle disso, para que algo saudável não se torne algo tóxico.

Liberdade e intimidade para falar sobre o que é excitante para si

Muitos casais, por mais que já possuam uma longa estrada em seus relacionamentos, acabam por não conseguirem dizer exatamente aquilo o que desejam sexualmente.

Seja por vergonha ou por medo de repreensão, muitos casais acabam caindo na rotina sem que sequer percebam isso com clareza.

O que importa nesse aspecto é poder mostrar um para o outro o que soa bom, sem vergonha. O pornô pode funcionar como uma maneira mais aberta de comunicação assim.

A desconstrução do ciúme exacerbado

Muitas mulheres sentem muito ciúme da pornografia, de modo que surtam ao descobrirem que os seus parceiros estão assistindo, como se isso quisesse dizer diretamente que elas estão deixando faltar algo.

Isso nem sempre é assim, muitos homens desejam ter essa liberdade de compartilhar sobre os seus desejos, coisas que eles muitas vezes veem na pornografia, mas são repreendidos.

Quando você faz isso, você deixa o caminho aberto para a curiosidade, para que eles procurem em outras mulheres o que não conseguem ter de você.

Não estou te dizendo para fazer coisas contra a sua vontade, mas muitas vezes, a pornografia pode trazer experiências poderosas para ambos, e por ciúme acabamos deixando isso passar em branco.

Tenha em mente que você também pode fazer descobertas com o pornô, e não somente ele.

A pornografia nos tira da rotina

Isso pode parecer confuso, mas é fato que a pornografia nos tira da rotina, quase que em cem por cento das experiências.

Se vocês experimentarem assistir pornô enquanto se masturbam, isso é uma maneira de sair da rotina. Se vocês experimentarem assistir enquanto trocam favores sexuais, é uma maneira de sair da rotina.

Experimentem brincadeiras diferentes, isso tudo pode ser valioso na relação.

Bons casais nunca deixam a rotina se tornar algo maçante, vá em busca de coisas que te fazem sentir realizado(a) na cama, a pornografia é uma espada de dois gumes, que pode ser positiva ou negativa, só depende de você.

Vale a pena conhecer antes de julgar, experimente novas situações, vai que isso gera uma reviravolta em sua vida amorosa?

Não há nada errado entre quatro paredes repletas de consentimento: vá atrás do seu prazer!

Nicolas Dante

Estudante apaixonado por assuntos relacionados a sexo, afinal, isso faz muito bem para a saúde física e mental.
Adoro temas como fetiches e coisas do tipo, esse universo me encanta e me motiva a atualizar o blog!

Cadastrar Conta Grátis