PUB
mascote
Banner Mensagem Entrada 3
PUB


Diferença entre gozar e ter um orgasmo

É muito comum ver pessoas que acreditam que gozar é a mesma coisa que ter um orgasmo. Pois bem, hoje iremos mostrar a vocês, como essas duas coisas são ações bem diferentes. Isso mesmo, você pode muito bem ter um orgasmo, mas não chegar a gozar de fato. Ambos são bem parecidos, mas existem diferenças.

Você sabe a diferença entre gozar e ter um orgasmo? Se você ainda não sabe, fique tranquilo, em nosso artigo de hoje nós iremos esclarecer quais são elas.

O que é gozar?

Gozar diz respeito à ejaculação feminina – o momento que ocorre a expulsão de um líquido, diretamente pela uretra. Enquanto o orgasmo, é denominado pela sensação intensa de prazer físico, do qual é controlado através do nosso sistemas nervoso involuntário, ou autônomo – como preferir. E depois de acontecer o orgasmo, que faz você sentir sensação de extremo prazer, você passa a se sentir em um estado de relaxamento profundo.

Diferença entre o gozar feminino e masculino

O gozar feminino e masculinoacaba sendo um pouco diferente também, pois em algumas mulheres chega a ser imperceptível – enquanto para os homens, a ejaculação é muito mais evidente.

Conversamos com algumas mulheres, onde afirmam que somente identificam que gozaram de fato, quando sentem que estão urinando durante a relação sexual. Mas devemos ressaltar, urinar e ejaculação são completamente diferentes. E caso isso nunca tenha acontecido com você, não se sinta um ET – este é um fenômeno um tanto quanto raro, para a maioria das mulheres.

Para as mulheres, os tipos de orgasmos mais comuns são o clitoriano e o vaginal. Ambos os locais são repletos de terminações nervosas, que ao serem estimuladas corretamente, poderão provocar intenso prazer.

Mas afinal, qual a grande diferença entre gozar e ter um orgasmo?

Diferença entre gozar e ter um orgasmo

A realidade é que, gozar e ter um orgasmo é muito diferente quando se tratam de mulheres. Como falamos acima, o orgasmo de um homem ocorre quando de fato eles ejaculam. Porém, com mulheres as coisas acabam sendo um tanto quanto diferentes.

Algumas mulheres gozam quando produzem quantidades excessivas de lubrificação, enquanto então tendo um orgasmo. Muito conhecida como “squirt” – a ejaculação feminina – chega a ser um fato até que questionável, pois cientistas afirmam não saber ao certo de onde vem ao certo esse líquido. Enquanto uns dizem sair pela uretra, outros afirmam ser fabricado pela chamada glândula de Skeene – localizada bem perto do clitóris e também da uretra, e é a principal responsável pela lubrificação.

Existe diferença entre ejaculação feminina e lubrificação vaginal?

A ejaculação ocorre quando as mulheres estão tendo o orgasmo, enquanto a lubrificação pode chegar a acontecer de somente você olhar alguém que chame sua atenção e te deixe com “segundas intenções”.

Existem alguns fatores importantes sobre a ejaculação feminina, vamos explicar para vocês, acompanhem.

Toda e qualquer mulher pode gozar, isso mesmo, todas possuem a glândula Skeene. E se você ainda em alguns problemas com isso, está precisando rever seus parceiros(as) e também como está se sentindo consigo mesma.

Se você chegou a ejacular alguma vez, mas depois nunca mais aconteceu, não é motivo de ficar cismada. Isso pode acontecer por inúmeros fatores, como por exemplo, a chegada da menopausa. Ou porque você não conseguiu chegar ao clímax como da vez que acabou rolando.

E como se sabe, o fato de realmente ejacular durante o sexo, não está associado ao nível de prazer que você consegue atingir, correto? O sexo pode ter sido muitíssimo bom, porém você não ter conseguido “chegar lá”.

Como sei que gozei?

A região da uretra é muito próxima as glândulas de Skeene, por isso as mulheres quando gozam, sentem uma sensação extremamente parecida com a de fazer xixi durante o ato sexual. Mas isso não quer dizer que, de fato existam resquícios de urina no líquido ejaculatório, até porque os músculos da região pélvica se mantém contraídos durante a relação sexual, o que acaba impedindo que a urina saia.

E os orgasmos, como ficam?

 O orgasmo é o momento do clímax, ápice, apogeu ou como você preferir chamar o momento que você se deleita de prazer. Isso acontece, pois como ocorre a contração dos músculos vaginais, no momento que estamos chegando ao delicioso “finalmente”.

E vamos lembrar mais uma vez que, o principal responsável pelo orgasmo feminino, está diretamente em suas mentes. Não acredita? Existem pesquisas que mostram mulheres, das quais só conseguem ter um orgasmo enquanto estão ouvindo música.

Existem mulheres que apontam algumas características de um bom orgasmo:

- Corpo trêmulo involuntariamente;

- Algumas sentem vontade de chorar;

- Enquanto outras sentem vontades de gargalhar;

- Temperatura corporal elevada e muito mais.

Da mesma maneira que existem os dois tipos de orgasmos femininos: clitoriano e vaginal. Do qual, ambos acabam sendo um tanto quanto diferentes. Mas deixaremos esse assunto para um próximo encontro.

Gozar e ter um orgasmo tem diferença sim, e agora você já sabe quais são!

 Leia mais: