mascote
Banner Favoritos
PUB


endometriose

A endometriose é uma doença que atinge muitas mulheres e cada vez mais jovens. Limitativa e dolorosa, esta doença crônica, tem tratamento, mas não cura. Neste artigo, tudo o que você precisa saber sobre endometriose.

A primeira pergunta é: como posso saber que sofro de endometriose? Se você tem dor pélvica intensa, associada ao ciclo menstrual, este pode ser um indício da existência de endometriose. Mas a cólica é apenas um dos sintomas, inclusive há mulheres que não apresentam este indício. 

Podemos identificar, para além das dores pélvicas, outros tipos de sintomas como desconforto nas relações sexuais com penetração, e ao urinar e também evacuar, especialmente durante o período menstrual. 

Outros sintomas a considerar: diarreia, fadiga e infertilidade e dores nas pernas, costas e ombros. Algumas mulheres, revelam quadros de hemorragias menstruais.  

O que é endometriose? 

A endometriose não poderá ser entendida só como uma cólica forte. Esta é uma forma redutora de tratar uma doença que atinge milhares de mulheres em todo o mundo e tem consequências nas áreas particular e profissional de suas vidas.

Embora, não haja, ainda, conclusões sobre as causas desta doença, existe uma suspeita que a genética desempenhe um papel importante no desenvolvimento da endometriose. 

Considerada como uma doença crônica, seus sintomas costumam desparecer ou melhor significativamente com o aparecimento da menopausa, porque o estrogénio é o principal estimulador do endométrio.  

Quando ocorre a endometriose? 

A endometriose acontece quando as células que constituem o endométrio, se encontram fora da sua localização normal. O endométrio, por sua vez, é o tecido que reveste internamente o útero e a sua espessura é variável de acordo com a concentração de hormônios presentes na circulação sanguínea.

No caso da endometriose, estas células, fora da sua localização normal, poderão ser encontradas no apêndice, bexiga, ovários, peritoneu pélvico ou até no diafragma e no pulmão, nariz, pele, em casos mais raros.

Em caso da presença de alguns dos sintomas citados, é importante a consulta a um médico especializado para que ele possa diagnosticar a endometriose. Na consulta, a história clínica da paciente será observada e a ecografia e a ressonância magnética são alguns dos exames disponíveis. 

A endometriose tem cura? 

Infelizmente, ainda não há cura para essa doença. Sendo o tratamento direcionado para o alívio dos sintomas e da dor com a prescrição de anti-inflamatórios, analgésicos ou terapêutica hormonal. 

Outros dos objetivos do tratamento são o combate da infertilidade e a redução de focos da endometriose. Como uma das técnicas mais completas para a diminuição destes focos, podemos identificar a laparoscopia. Este tratamento cirúrgico permite remover somente os focos de endometriose. 

Nos casos em que a extensão for maior, a intervenção cirúrgica será necessária e implicará a remoção dos órgãos pélvicos, procedimento cirúrgico conhecido como histerectomia.

De ressaltar que o tratamento está dependente de alguns fatores como a idade da mulher, a gravidade dos sintomas, o grau de desenvolvimento da doença e se a paciente deseja engravidar. 

Detectados os sintomas e os tratamentos possíveis

Você precisa saber que não é possível prevenir o surgimento desta doença, porém, é possível diminuir as suas consequências com algumas medidas. É recomendável a redução dos níveis de estrogénios no organismo, e neste sentido, é importante escolher o método contraceptivo mais adequado. Os exercícios físicos são indicados, assim como a redução de consumo de cafeína e álcool.

 Endometriose e infertilidade

Uma das consequências da endometriose é a infertilidade. Muitas mulheres acometidas por esta doença tem problema de fertilidade e consequentemente dificuldade em engravidar. A estatística indica que em cada 10 mulheres, de 2 a 5 tem dificuldade para engravidar. 

Isso acontece porque óvulos e espermatozoides poderão ser danificados devido as cicatrizes e alterações causadas pela doença. Porém, isso não significa que seja completamente impossível engravidar. 

Procure orientação médica, que recomendará o tratamento específico para que as dificuldades que impedem a gravidez sejam ultrapassados. Inclusive, é recomendável, no caso da mulher querer engravidar, os médicos alertam para que a gestação não seja adiada, porque os sintomas da endometriose costumam piorar a medida que a mulher envelhece.   

Para além desta complicação, a endometriose, quando não tratada adequadamente, poderá causar câncer de ovário, mas não se preocupe! Procure tratamento, assim que os primeiros sintomas, aparecerem. 

Afeta a saúde emocional da mulher 

 A endometriose é uma doença que interfere e muito na vida da mulher; não só no aspecto físico, e em suas rotinas diárias, mas também na sua saúde emocional. Para além dos tratamentos com medicação, há algumas estratégias que a mulher poderá usar para conviver com esta doença desconfortável, e por vez limitante. 

Para amenizar as dores consequentes da endometriose, você poderá tomar banhos e aplicar bolsas de água quente na região pélvica. Esta ação permitirá relaxar os músculos desta região, contribuindo para o atenuar da dor. 

E como última indicação, partilhe com outras mulheres que sofrem de endometriose as suas angústias. Conversar é sempre um bom tratamento!

Leia mais:

Inserir Anúncio Gratis